Blogarchiv
Astronomie - Helle Feuerkugel über paraguayischen Himmel (7.06.2019)

19.06.2019

meteorit-6

Vergangene Woche schon wurde ein gewaltiger Meteorit über dem paraguayischen Himmel gesichtet, doch nur die brasilianische Presse berichtete darüber.

 

Ein Meteorit, der eingangs 3 t gewogen hat, trat etwa 400 km über der Erde in die Atmosphäre ein und flog unter anderem über Paraguay ehe er zu Boden ging. Die Meteoritenmasse nach Eintritt in die Erdatmosphäre beträgt höchstens 10 – 15% der geschätzten 3.000 kg.

Ein Meteorit ist ein relativ kleiner Festkörper kosmischen Ursprungs, der die Erdatmosphäre durchquert und den Erdboden erreicht hat. Er besteht gewöhnlich überwiegend aus Silikatmineralen oder einer Eisen-Nickel-Legierung, wovon ein gewisser Teil beim Eintritt in die Erdatmosphäre verglüht ist.

Videos aus Paraguay und Brasilien zeigen den Meteorit von 12. Juni. Eine Woche zuvor sah man schon welche am Nachthimmel.

+++

Video-Frams:

2019-06-7-paraquay-bolide-a-1

Fragmento ainda desconhecido, com características de meteorito caiu na região noroeste do estado. Até o momento foi avistado em Não Me Toque, Entre-Ijuís, Ijuí, Santo Ângelo, Cerro Largo e Ibirubá. 

2019-06-7-paraquay-bolide-aa

2019-06-7-paraquay-bolide-ab

2019-06-7-paraquay-bolide-ac

Quelle: Wochenblatt

+++

Meteoro chama atenção de moradores de cidades gaúchas

Pessoas de pelo menos 38 municípios viram fenômeno na noite dessa quinta
bac9bb8020326f37e374e99e128964e493e4ac75c26bb78b55d202511a68683f
Moradores de pelo menos 38 municípios gaúchos se assustaram com a passagem de uma bola de fogo no céu na noite dessa quinta-feira, 6. De acordo com os relatos, por volta das 22h35 um corpo celeste com uma imensa cauda de fogo passou rapidamente pela atmosfera. Houve até mesmo informação sobre barulho de explosão e janelas e paredes que tremeram. No Vale do Rio Pardo, em Santa Cruz do Sul e Venâncio Aires, moradores relataram ter visto o bólido, espécie de meteoro extremamente brilhante.

Em Santa Cruz, o professor de química, Dirlei Silva, testemunhou o fenômeno quando estava dentro do ônibus indo para casa. "Eu tinha saído do campus da Unisc por volta de 22h30, o ônibus estava na altura da Rua Senador Pinheiro Machado quando vi esse clarão no céu. Era mais ou menos do tamanho de uma lua no céu alto e foi se desintegrando em pleno ar durante 5 segundos", contou em entrevista à Rádio Gazeta 107.9 FM.

Especialistas apontaram que o objeto luminoso que estava se deslocando no céu poderia ser um pequeno meteoro ou meteorito que se desintegrou ao atingir a atmosfera. De acordo com a Brazilian Meteor Observation Network (Bramon), que divulgou uma nota na manhã desta sexta-feira, 7, o objeto "tratava-se de fato de um meteoro e teria ocorrido no oeste do estado do Rio Grande do Sul".

De acordo com o observatório, houve suspeita de que a bola de fogo poderia se tratar da reentrada de lixo espacial. Mas não havia nesta data nenhuma reentrada prevista pelas entidades de monitoramente de satélites e lixo espacial.

Os avistamentos foram relatados em Porto Alegre, Cruz Alta, Soledade, Estrela, Passo Fundo, Cachoeira do Sul, Santa Maria, Caxias do Sil, Ibirubá, Itaqui, São Vicente do Sul, Quevedos, Jaguari, Santa Bárbara do Sul, Passa Sete, Palmeira das Missões, Capão do Cipó, Salto do Jacuí, Mata, Mato Queimado, Jóia, Augusto Pestana, Ijuí, Tapes, Tupanciretã, Cerro Largo, Gramado, Pejuçara, Santo Ângelo, Júlio de Castilhos, entre outras cidades. Segundo a MetSul Metereologia, o bólido também foi visto na fronteira com o Uruguai, Planalto Médio e Litoral Norte.

Segundo a apuração feita pelo Bramon, o meteoro teria sido gerado por uma rocha espacial pesando entre 7 e 12 quilos e teria surgido a 57 quilômetros de altitude perto da cidade argentina de 25 de Mayo. A passagem do objeto durou 13,5 segundos até atingir a altitude de 27 quilômetros ao norte da cidade de Jari, no Rio Grande do Sul. 

 
Vídeo incorporado
MARIAH SEM H@onepandacrazy
 
 Quelle: GAZ
+++

Meteorito visto no Rio Grande do Sul tem peso estimado em três toneladas

Peso pode chegar até 5,7 toneladas, conforme observatório
04bb7db59fefeeebb88fbc0ea01273636651c4db94f57d7a4c78b591b8cddcdc

Visto em dezenas de municípios gaúchos na última semana, um meteorito que passou pelo céu na noite de 6 de junho, teve o peso estimado em pelo menos 3,2 toneladas. A estimativa é do Brazilian Meteor Observation Network (Bramon). O diretor técnico da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (na tradução), Marcelo Zurita, explicou que esta é uma estimativa mínima. “O peso gira entre 3,2 e 5,7 toneladas”, disse, em entrevista à Rádio Gazeta.

Segundo Zurita, os fragmentos da rocha devem ter chego a Terra em uma velocidade de cerca de 600 quilômetros por hora - o que poderia ter causado grandes estragos se a rocha ainda estivesse inteira. “Temos que agradecer a nossa atmosfera que freia esses objetos. Além disso, grande parte dessa rocha deve ter se fragmentado, ter virado vapor”, contou.

A fragmentação aconteceu, segundo o técnico, durante a trajetória do fenômeno, por cerca de 400 quilômetros. “Durante a passagem atmosférica, ele é submetido a um calor muito intenso, e essa energia e calor gerados vão consumindo aos poucos o meteoróide. O que sobra disso, que chega ao solo, a gente chama de meteorito. Neste caso, a gente acredita que entre 10 e 15% da massa total deve ter sobrevivido à passagem atmosférica.”

A rocha, considerada muito grande pelo diretor da Bramon, foi vista em todo o Rio Grande do Sul. Segundo Zurita, o observatório recebeu vídeos também do Paraguai. Em entrevista à Rádio Gazeta, ele explicou ainda sobre o valor financeiro de um meteorito e o que deve ser feito quando um fragmento ser encontrado.

 

Quelle: GAZ 

 

 

1386 Views